sexta-feira, 31 de janeiro de 2014

POEMA

VERMELHO SANGUE
(Logan Santana)


Um sorriso perdido
O batom vermelho sangue
Trancado no silêncio
Sob o efeito do veneno

Do teu beijo, teu prazer

sábado, 20 de outubro de 2012

POEMA

O SOL E A LUA
(Logan Santana)

Me fale do sol
Da sombra clara na parede
Se movendo
O balanço da rede
A moça esperando
Sob a luz solar
O calor aumentando
Queimando pensamentos

O dia está bonito
No mar, o sol brilha
Vejo a luz
Vejo você voltar

Me fale da lua
Do frio da noite
Das ruas desertas
Um vento
Nunca para de soprar
Da certeza que você voltará um dia
Da incerteza que esse dia chegará

A noite é uma criança
Uma criança inquieta
Dorme durante o dia
Corre na madrugada

Sol e lua
São bonitos de ser ver
Você toda nua
Toda riqueza que se pode ter

sexta-feira, 19 de outubro de 2012

LETRA




NUVENS DE FOGO
(Logan Santana)

Nas esquinas sujas
O odor das ruas
Polui mentes por ai
Antes já eram sujas
Caio fora como caí na noite
Que insiste em me perseguir
Esse caminho não mais trilhar
Há muito tempo desisti

Busco algo melhor para mim

Prefiro as nuvens de fogo
Anunciando o amanhecer
Sentir ventos de liberdade
Ver o sol renascer

Fujo desse inferno ao meu redor
Buscando paz interior
As vezes parece impossível
Suportar a dor
Não quero saber dessa babaquice
Que me dizem por ai
Antes jurei ser feliz
Algo melhor para mim

terça-feira, 25 de setembro de 2012

LETRA

ORDEM E PROGRESSO
(Logan Santana)

Na Copa amamos o nosso país
Sabemos que ele não presta
Pés descalços no chão rachado
Dinheiro na cueca
A mulata do carnaval
Trios elétricos
Passamos fome fazendo festa
O futuro é o que nos resta

Só Deus nos salva
Da ordem e do progresso

Estou desempregado
CPI's inúteis na televisão
Vivo num país democrático
Onde votamos por obrigação



domingo, 2 de setembro de 2012

POEMA


SER DA LEVEZA
(Logan Santana)

Estou calmo, contente
Com um leve sorriso
Brilho nos olhos
E leve...

Leve como uma pena
Como o sono dos pássaros
Como a brisa da praia
Um grão de areia

Buscando felicidade em pequenos gestos
Na minha própria identidade
No meu próprio jeito de ser
Em busco de teu encontro
Ser da leveza

sábado, 1 de setembro de 2012

POEMA

A PRÓXIMA VEZ
(Logan Santana)


Abrace-me! Beije-me!
Faça-me sentir seus lábios carnudos
Numa intensidade de alta voltagem
Rasgue minha solidão em micro partículas
Aqueça meu corpo!
Incendeie minha mente
Minha libido
Traga-me um breve alívio
Por um breve momento, faça-me feliz
Diga o que quero ouvir
E depois vá!
Recolha sua recompensa e vá!
Sem questionar, sem olhar pra trás
Deixe-me pensativo
Enquanto aguardo ansiosamente a próxima vez...

sexta-feira, 17 de agosto de 2012

POEMA

TIRO NO ESCURO
(Logan Santana)

Sinto as garras da vaidade
Escondidas nas sombras
Quando ouço um disparo
Vejo um feixe de luz
Insignificante até
Um tiro no escuro, a esmo
Tentando matar a saudade
Por um amor jamais sentido.